O reconhecimento do médico-veterinário como profissional da saúde e o cumprimento do Plano Nacional de Imunização (PNI) na Bahia. Com esses objetivos, o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV-BA), Altair Santana de Oliveira, o diretor-tesoureiro da Autarquia Rodrigo Bittencourt, a vice-presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária Ana Elisa Fernandes e o tesoureiro do Sindicato dos médicos-veterinários da Bahia (Sindimev) Willadesmon Silva reuniram-se com o secretário estadual da Saúde, Fábio Villas-Boas nesta terça-feira (20).

A audiência foi marcada após diversas notificações do CRMV-BA ao secretário, alertando para a importância da vacinação do médico-veterinário e o reconhecimento desses profissionais como agentes de saúde pública, conforme estabelece a resolução nº 287 do Conselho Nacional de Saúde (CNS).

De acordo com o secretário Fábio Villas-Boas, após as provocações do CRMV-BA, a Sesab realizou consulta junto ao Serviço de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, que orientou realizar a vacinação apenas dos médicos-veterinários atuantes em vigilância à saúde e atenção básica à saúde. Ainda de acordo com Villas Boas, o Ministério da Saúde também informou que os demais profissionais médicos-veterinários seriam vacinados à medida em que novas doses do imunizante chegassem ao PNI.

“Levamos ao secretário o sentimento de insatisfação dos médicos-veterinários, por entenderem que as resoluções estaduais, deliberadas pela Comissão Intergestora Bipartite (CIB), da qual Vilas-Boas é presidente, sequer contemplaram os médicos-veterinários, dentro do grupo de profissionais de saúde, conforme previsão legal, referendada pelo CNS. Agora, seguiremos acompanhando para sejam cumpridas as decisões que tivemos no encaminhamento final da reunião”, argumenta o diretor (tesoureiro) do CRMV-BA, Rodrigo Bittencourt.

Na avaliação do presidente do CRMV-BA, o saldo da reunião foi positivo. “Reafirmamos ao secretário o nosso posicionamento e entendimento sobre a atividade essencial do médico-veterinário, os riscos aos quais estão expostos diariamente e a ampla atuação desses profissionais que têm ligação direta com a saúde humana em todas as suas frentes e tivemos a nossa demanda atendida pelo secretário.”, explica Altair Santana.

O secretário Fábio Villas-Boas assumiu o compromisso de alterar a Resolução Estadual, realizando a inclusão dos médicos-veterinários como profissionais de saúde do grupo prioritário, mas a vacinação dos profissionais não contemplados na estratificação do Ministério Saúde deverá acontecer tão logo haja disponibilidade de novas doses ofertadas ao estado da Bahia. Já os profissionais que atuam na atenção básica, NASF, zoonoses e vigilância em saúde que ainda não foram vacinados devem receber a primeira dose do imunizante após o envio das informações como nome e número do registro no Conselho pelo CRMV-BA, o que deverá ser feito já na quinta-feira (22).

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia segue acompanhando as ações do governo estadual, defendendo os interesses dos médicos-veterinários e fiscalizando o cumprimento do acordo firmado pelo secretário Fábio Villas Boas na reunião desta terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *