Presidente do CRMV/BA faz balanço de atividades da Segunda Câmara Nacional de Presidentes

Veja alguns dos principais assuntos discutidos [...]

(Foto: Adrielly Reis. Ascom CRMV-RJ) 

A nova diretoria do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), realizou nos dias 05 e 06 de junho a segunda Câmara Nacional de Presidentes do Sistema CFMV-CRMVs desta gestão.

Representando os profissionais da Bahia, a presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, MV Ana Elisa Almeida participou do evento sediado na cidade do Rio de Janeiro.

MV Francisco Cavalcanti de Almeida, presidente do    CFMV  e MV Ana Elisa Almeida, presidente  do CRMV/BA na II Câmara Nacional de Presidentes
do Sistema CFMV-CRMVs ( Foto: Facebook do CFMV)

Presidentes dos  27 Regionais e a diretoria do CFMV estiveram discutindo temas  importantes para o Sistema, como a criação de um fundo financeiro de auxílio à reestruturação dos conselhos regionais e o fortalecimento da articulação e atuação política para atender demandas dos Conselhos, com a criação de uma assessoria parlamentar junto ao Congresso Nacional

A presidente Ana Elisa Almeida declarou que o encontro foi bastante produtivo em  sua totalidade. Ao comentar o debate sobre a criação do fundo, ela explicou que pela legislação “os Regionais repassam 25% da arrecadação para o Federal e que o fundo vai permitir que o Federal devolva 5% deste montante. Isso vai tornar o Sistema mais forte, pois vai possibilitar que todos os Regionais apresentem o mesmo padrão de estrutura e de atendimento, inclusive aqueles que estejam deficitários”, acredita a gestora baiana.

Defesa da qualidade do ensino

Dra. Ana Elisa Almeida no momento da assinatura
em apoio à nota pelo ensino presencial 
(Foto: Adrielly Reis/ Ascom CRMV-RJ)

Um dos frutos imediatos da  segunda Câmara Nacional de Presidentes do Sistema, citou Dra. Ana Elisa,  foi a publicação de uma nota conjunta em defesa da qualidade do ensino da Medicina Veterinária e da Zootecnia. Professora universitária e conhecedora do sistema educacional brasileiro, a presidente do CRMV/BA acredita que a sala de aula  é indispensável para estes dois cursos.

Explicando que a Medicina Veterinária e a Zootecnia são profissões de formação iminentemente técnicas e práticas, sendo exclusivamente sob a modalidade presencial, a nota solicita ao Ministro de Estado da Educação, Rossieli Soares da Silva, a não autorização de cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia na modalidade EAD. O documento vai ser encaminhado também ao Senado brasileiro. 

Os representantes dos médicos veterinários e dos zootecnistas do Brasil afirmaram na nota que “Turmas em EAD inviabilizam estágios com supervisão acadêmica e de campo articuladas. A supervisão e a orientação para os estudantes passam a ser no máximo transmissão de informações, mas jamais formação profissional.”

Leia a íntegra do documento aqui.

Presença da Diretoria do CFMV

Realizar a Câmara de Presidentes após a Plenária do CFMV foi uma medida, que segunda a Dra. Ana Elisa Almeida, enriqueceu a atividade. Ela destacou que a maioria dos conselheiros e diretores do Federal foram presidentes de Regionais e que, portanto, conhecem bem os detalhes que envolvem a gestão de um Conselho de Classe.

Próximo encontro

Uma nova Câmara dos Presidentes será realizada em Brasília no mês de outubro.

A presidente do Regional Bahia pontuou que os 27 presidentes precisam de tempo superior a dois dias para que todos possam externar suas questões com maior profundidade,  e que a próxima Câmara já vai solucionar isso parcialmente fazendo discussões tópicas e em  grupos sobre as  demandas.

A  Câmara a ser realizada em outubro também vai comemorar os 50 anos da  Lei nº 5.517/68, que regulamenta a profissão do médico veterinário. Na oportunidade vai ocorrer uma  uma sessão solene na Câmara Federal.

Ascom CRMV/BA, 11 de junho de 2018 (com informações da Ascom CRMV/RN)

Enquetes
Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

INFORMATIVO

Cadastre-se para receber notícias do CRMV-BA.

Send this to friend