Formas de ingresso como médico-veterinário nas Forças Armadas e Polícia Militar

A sexta e última matéria da série em homenagem ao Dia da Medicina Veterinária Militar, comemorado no último dia 17 de junho, traz informações básicas para o ingresso nas Forças Armadas ou Polícia Militar. [...]

Servir ao Brasil como militar é o sonho de muitos profissionais de saúde. Em alguns concursos a procura passa de de uma centena de inscritos por vaga. Para ingressar no Exército, Marinha, Aeronáutica ou Polícia Militar, o candidato deve ser aprovado em seleção regional ou em concurso público.

Em maio deste ano, a Academia Brasileira de Medicina Veterinária (Abramvet), representada pelo presidente Dr. Milton Thiago de Mello, se reuniu com o Chefe do Departamento Geral de Pessoal (DGP) do Exército Brasileiro, General de Exército Artur Costa Moura, para solicitar que os Veterinários do Exército constituam um quadro próprio subordinado ao Serviço de Saúde da Instituição, junto com os Médicos, Farmacêuticos e Dentistas. Estiveram presentes Josélio de Andrade Moura, representando a Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária e René Dubois, representando os ex-Presidentes do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

Marinha do Brasil (MB)

Atualmente, na Bahia, a Marinha não tem profissional de Medicina Veterinária, segundo informações obtidas junto ao 2º Distrito Naval.

Os dez profissionais em atuação trabalham com saúde pública, inspeção de alimentos, bióterios e clínica de pequenos animais.

O ingresso é feito por processo seletivo, por meio de aviso de convocação, e os aprovados recebem treinamento por 90 dias. Os oficiais temporários podem servir por até oito anos.

Na programação de concursos para 2019 para a área de saúde está previsto apenas concurso para medicina humana (consulta na página em 24.06.2019).

Força Aérea Brasileira (FAB)

Segundo informações do Ministério da Defesa, a Aeronáutica tem hoje 25 médicos-veterinários em atividade. Temporários, eles são parte do Quadro de Oficiais Convocados (QOCON) podendo servir por até oito anos.

Os profissionais trabalham em unidades da FAB no estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal.

A seleção  é regional por meio do aviso de convocação para a prestação do Serviço Militar Inicial (SMI) de Médicos, Farmacêuticos, Dentistas e Veterinários (MFDV), podendo alcançar o posto de 1º Tenente. Os responsáveis pelo processo fazem análise da documentação e exigem exames físicos e testes psicológicos.

Para 2019, a Aeronáutica avisa suspendeu temporariamente a seleção do MFDV, segundo aviso no site oficial:

Exército Brasileiro (EB)

Há duas formas de ingresso no Exército para o profissional de Medicina Veterinária. A primeira é semelhante à Marinha e à Aeronáutica: por meio de seleção regional de uma das 12 Regiões Militares (RM) do Brasil, com possibilidade de servir até oito anos como temporário.

A outra é por Concurso para a admissão ao Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar,  que é nacional e para ambos os sexo. As inscrições para esse concurso estão abertas até o dia 02 de agosto de 2019 para graduados civis ou militares com limite de 36 anos de idade a serem completados até o dia 31 de dezembro de 2020, segundo o edital. Nessa modalidade, o médico-veterinário se torna militar de carreira, podendo alcançar o posto de Coronel, permanecendo até ir para a reserva. Veja mais detalhes aqui.

No momento de ser designado para servir, o melhor colocado durante as diversas provas ao longo do curso, tem a prioridade de escolha entre os locais disponibilizados conforme a necessidade do Exército.

Em Salvador, segundo informações da Seção de Comunicação Social da 6ª Região Militar,  o profissional de Medicina Veterinária pode prestar serviços, no 6º Depósito de Suprimento (6º D Sup)  e no 6º Batalhão de Polícia do Exército (6º BPE), localizado na Paralela.

Polícia Militar da Bahia

Desde 1994 a PM da Bahia não realiza concursos para o quadro de saúde. Em 2017 foi realizado o último concurso para o quadro operacional.

Até o dia 24.06.2019 não havia  menção a concursos a serem abertos na site oficial da instituição. Sites especializados noticiam que haverá seleção para duas mil vagas no segundo semestre de 2019.

Informações gerais:

  • Antes da reforma de 1984 os oficiais de saúde (médicos, médicos-veterinários e outros) podiam chegar ao posto de General no Exército. Hoje a patente máxima é de Coronel.
  • Para o cargo máximo do Exército, há quinze postos para General-de-Exército (Gen Ex), número que foi ampliado por decreto presidencial de 2015. São conhecidos como  Generais  quatro estrelas.
  • Os postos de Almirante (Marinha), Marechal (Exército), e Marechal do Ar (Aeronáutica) somente são preenchidos em caso de guerra.
  • A Missão de Paz no Haiti durou 13 anos, de  10 de setembro de 2004 a 15 de outubro de 2017.
  • Treze militares brasileiros embarcaram no dia 22 de junho de 2019 para a República Democrática do Congo, como membros da Missão de Paz da ONU.
  • A progressão para o oficial de carreira do Quadro Complementar do Exército: entra como 1º Tenente ao ser matriculado no Curso de Formação de Oficiais, e a seguir, Capitão, Major, Tenente Coronel e Coronel.

As doze Regiões Militares são:

1ª RMRio de Janeiro – RJ

2ª RM – São Paulo – SP

3ª RM – Porto Alegre -RS

4ª RM – Belo Horizonte – MG

5ª RM – Curitiba – PR

6ª RM – Salvador– BA

7ª RM – Recife PE

8ª RM – Belém -PA

9ª RM – Campo Grande – MS 

10ª RM – Fortaleza – CE

11ª RM – Brasília – DF

12ª RM – Manaus – AM

Interessados nas seleções regionais podem consultar os sites de cada uma das RM acima para obter outras informações.

=-=-=

Série completa

Agradecemos a todos que participaram da produção deste trabalho, entre eles: Diretores,  conselheiros e colaboradores do CRMV/BA, entrevistados, assessorias de comunicação do Ministério da Defesa, PM, Marinha, Exército e Aeronáutica e Oficiais que autorizaram a liberação de entrevistados. As imagens que ilustram a série foram cedidas pelos entrevistados ou recolhidas em sites ou páginas oficiais das instituições.

Ascom CRMV/BA, 25 de junho de 2019

Enquetes

O que você achou do novo boletim do CRMV-BA?

  • Gostei. Está mais dinâmico e atrativo (43%, 17 Votos)
  • Gostei, mas ainda pode melhorar (33%, 13 Votos)
  • Não gostei (15%, 6 Votos)
  • Por mim tanto faz. Não leio mesmo (10%, 4 Votos)

Total de Participantes:: 40

Carregando ... Carregando ...

INFORMATIVO

Cadastre-se para receber notícias do CRMV-BA.

Send this to friend