Cento e sete estabelecimentos foram fiscalizados em quartorze cidades entre os dias 19 de fevereiro a dois de março em cumprimento da Rota Paulo Afonso 2018.

As cidades visitadas foram Paulo Afonso,  Glória, Santa Brígida, Jeremoabo, Novo Triunfo, Antas, Cícero Dantas, Ribeira do Pombal, Cipó, Nova Soure, Itapicuru, Olindina, Sátiro Dias e Inhambupe, no semiárido baiano.

Encontrando irregularidades, o fiscal do  Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da  Bahia (CRMV/BA), Alexander Ramos, emitiu quatorze autos de infração: cinco por falta de registro e nove  por não ter profissional responsável técnico.

Entre os estabelecimentos ainda sem registro, foram detectados um consultório, duas clínicas,  e até um centro de controle de zoonoses.  Todos os responsáveis pelos locais irregulares foram orientados sobre o modo correto de corrigir o quadro.

Menos de  20% das empresas fiscalizadas estavam aptas para receber  o Termo de Fiscalização de Empresas Regulares com o CRMV/BA e o documento foi emitido para 18 empreendimentos.

Fiscalizar é um dever dos Conselhos Regionais, visando proteger a saúde das pessoas e dos animais.

A fiscalização feita pelo CRMV/BA investe no aspecto educativo a fim de evitar a repetição das situações que geraram multas.

Os estabelecimentos que continuam sem RT pode ser pesquisados, veja o tutorial  aqui.

Para fazer uma denúncia ao setor de fiscalização clique aqui.

Ascom CRMV/BA, 14 de março de 2018

Send this to friend