Começa no próximo sábado, primeiro de maio, a campanha de vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa.  Intitulada de “Quem cuida vacina”, a campanha vai até o dia 31 de maio de 2021, com o objetivo de atingir mais de dez milhões de cabeças no estado.

Em todo o país,  a previsão é que sejam imunizados mais 170 milhões de animais, segundo cálculos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Os imunizantes devem ser comprados em locais autorizados e mantidos refrigerados entre 2 °C e 8 °C até o momento da aplicação, na dosagem de 2ml.

Após a vacinação, o produtor deve declarar o serviço à Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) pela internet no endereço site www.adab.ba.gov.br, ou nos 384  postos da instituição. Isso deve ser feito em no máximo quinze dias após a vacinação.

Desde maio de 1997 não são registrados surtos de aftosa, o que dá à Bahia o status de Zona Livre da Febre Aftosa Com Vacinação. No momento, o objetivo é tornar o território baiano Zona Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação. Esse patamar sanitário daria aos produtores maior valor agregado em seus produtos e rebanhos, estimulado não apenas a exportação para mercados mais exigentes, como também beneficiando a arrecadação dos cofres do estado.

A previsão, segundo a Adab, é que em maio de 2023,  seja solicitado oficialmente esse reconhecimento à Organização Mundial da Saúde Animal (O.I.E). Isso ocorrendo, em vez de vacinação, a defesa agropecuária, com o serviço oficial veterinário, vai adotar outras medidas para manter o rebanho sadio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *