09 DE SETEMBRO – DIA DO MÉDICO VETERINÁRIO

É DIA DE HOMENAGEAR OS PROFISSIONAIS QUE SÃO MUITO MAIS QUE MÉDICOS DE ANIMAIS. PARABÉNS AOS RESPONSÁVEIS PELA SAÚDE ANIMAL, HUMANA E AMBIENTAL [...]

 

 

Em 9 de setembro de 1933, o então Presidente, Getúlio Vargas, promulgou a primeira legislação que regulamentou a profissão e o ensino da Medicina Veterinária no Brasil. Tantos anos já se passaram, e, ainda hoje, a importância dessa profissão e dos seus profissionais não é bem conhecida nem compreendida em sua totalidade. Grande parcela da população ainda reconhece os médicos veterinários apenas como os “médicos dos animais”, “médicos dos bichinhos”, haja vista que, sempre que um médico veterinário se apresenta como tal, imediatamente surgem as perguntas: “Onde fica sua clínica?” ou “sabe, eu tenho um cachorrinho, e ele…… o que você acha que ele tem?” e perguntas outras semelhantes. Somos médicos de animais, sim! Na verdade, a clínica médica e cirúrgica de animais é hoje uma das inúmeras atribuições que este profissional possui e sem dúvida, uma das mais importantes por estabelecer uma agradável empatia com a sociedade e ser uma atividade sanitarista, tal o valor que o animal de companhia adquiriu dentro da família.

De fato, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet, 2017) o Brasil possui a segunda maior população de cães, gatos e aves em todo o mundo e é o quarto lugar em população total de animais de estimação. Assim, a área de clínica de animais de estimação tem grande demanda por veterinários.  Mas somos médicos de animais, sim! Mas nem isso, faz dela o principal papel do Médico Veterinário. Em sentido amplo, poder-se-ia dizer que o médico veterinário está a serviço da sociedade, contribuindo com a conservação e melhoria da qualidade de vida do homem, e respeitando e protegendo a natureza, pois, além da saúde dos animais, o médico veterinário também auxilia na preservação da saúde da população humana, contribuindo decisivamente para diminuir a propagação de doenças transmitidas por animais para os seres humanos (as chamadas zoonoses).

Essa profissão é muito antiga, e existem registros de sua existência desde 4000 a.C. É chamada de Medicina Veterinária “Ars Veterinaria“, a arte de entender a vida pela natureza animal, a visão preventivista, a busca do diagnóstico, das soluções e do tratamento de doenças dos animais domésticos e por consequência dos seres humanos. O exercício da “ars veterinária” confunde-se com os primórdios da civilização humana e sua antiguidade pode ser referenciada a partir do próprio processo de domesticação dos animais.

Numa demonstração de avanços bastante significativos para a sociedade, desde 1998, a Medicina Veterinária foi incluída entre as profissões responsáveis pela área de saúde, mas a sociedade ainda não reconhece esse seu papel fundamental na promoção da saúde e qualidade de vida humana, assim como a sua participação na promoção da produção sustentável, visando à saúde ambiental. Saliente-se que são inúmeras as funções dos médicos veterinários: eles estão presentes no desenvolvimento da área de saúde através de pesquisas de novas tecnologias e produtos na área médica e farmacêutica. Estão presentes também na promoção da saúde pública do controle e combate das zoonoses, nas equipes de Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Vigilância Ambiental, assim como na Defesa Sanitária e Inspeção de Produtos de origem Animal. Outra opção é seguir a carreira acadêmica fazendo mestrado e doutorado em uma área de conhecimento específica para ser um futuro docente e/ou pesquisador em Universidades particulares ou públicas.

Desde 1998, pela Resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS) nº 287/98, a Medicina Veterinária é reconhecida no Brasil como profissão da área de Saúde, tendo confirmada a sua atuação na saúde pública através da inclusão do médico veterinário na lista de profissionais que podem compor o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), conforme Portaria do Ministério da Saúde/Gabinete do Ministro (MS/GM) nº 2.488, de 21 de outubro de 2011.

Nos tempos atuais, a medicina veterinária tem tido participação efetiva no campo da saúde pública, estabelecendo a profilaxia das doenças de animais passíveis de atingir o homem (zoonoses), pondo a salvo a saúde pública, que não é tarefa fácil. Além disso, uma iniciativa de Saúde Única visa promover a cooperação e colaboração entre médicos veterinários e demais profissionais de saúde e meio ambiente para promover a saúde e o bem-estar de todas as espécies animais e vegetais. Nesse contexto, a Medicina Veterinária mostra a importância do seu trabalho para a Saúde Única por meio dos serviços prestados à sociedade, no cuidado com a saúde e bem-estar de animais, preservação da saúde pública e em atividades voltadas para garantir a sustentabilidade ambiental do planeta.

É de grande importância, portanto, que se comemore esta data, pois o grande desafio do médico veterinário é buscar uma atualização constante e atuar de forma multidisciplinar, visando a saúde animal, ambiental e humana. Praticamente, junto com o produtor, o médico veterinário torna-se o guardião da capacidade produtiva e de exportação do Brasil no tocante as carnes bovinas, suínas e aves, por meio da defesa sanitária animal. A produção animal no Brasil é um dos segmentos mais importantes e o médico veterinário contribui para a produção de proteína animal, fonte alimentar e de qualidade para o mercado interno e externo (hoje somos o maior exportador de carne do mundo).

Por fim, uma mensagem para a reflexão dos profissionais da Medicina Veterinária:

 “A vida é valor absoluto. Não existe vida menor ou maior, inferior ou superior. Engana-se quem mata ou subjuga um animal por julgá-lo um ser inferior. Diante da consciência que abriga a essência da vida, o crime é o mesmo.” (Olympia Salete, escritora)

A todos os apaixonados pela ‘Ars Veterinaria’, parabéns pelos caminhos trilhados.

Oscar Vitorino Moreira Mendes – Méd. Vet. e Prof. Aposentado da UESB

Pres. da Associação de Médicos Veterinários de Jequié – AMVEJ

 

 

Send this to friend